Viva a Biodiversidade! ( e ao nosso papel de Deus )

Este Domingo, foi o dia Mundial da Biodiversidade. Sim não pus nenhum post no dia mas porque estava impragnada no estudo da biodiversidade (ecologia marinha e bioestatistica ftw!!!! ).  

Ultimamente, e sei que parece um pouco alarmoso uma vez que já estou na área da Biologia há um tempo, mas ultimamente, a biodiversidade tem me chamado muito a atenção, e principalmente, reacendendo a chama e a paixão que tinha pela vida natural que nos rodeia. E até me tenho sentido melhor talvez por causa disso, porque já estava a ficar assustada com a falta de interesse que tinha, quando há poucos anos atrás era mais empreendora, adorava pegar em livros de Zoologia e ler, e ir lá para fora, ver os animais e identificar, ou apanha-los que é o que fazia imenso com as borboletas ( e ainda faço as vezes). Lembro-me de um dia ter apanhado imensas, e te-las liberto no meu quarto. Ficou lindo🙂 mas depois soltei-as  para fora claro. Sentia-me extasiada com tudo que fosse mundo animal. E como podem imaginar, via os programas da National Geographic que passavam todos os fim de semana na hora de almoço.

Monarch Butterfly, na época de migração

E como não tenho tido muito tempo, e um pouco de falta de imaginação, ponho aqui um video do filme do Rio que mostra um pouco da biodiversidade que existe naquele pedaço de terra do continente Sul Americano, e também, porque só ouvir o “batuque” da música dá vontade de dançar. E mostra bem o lado sujo e mau dos seres humanos, que fazem tudo com um total desrespeito da Natureza, e do suporte que nos permite viver. Portanto, creio que temos começar a pensar que nós se estamos neste planete Terra, foi porque a evolução tal nos permitiu. Somos se calhar um grande expoente da Evolução graças á nossa inteligência, mas isso não nos dá o direito de sermos arrogantes ao ponto de pensarmos que estamos aqui como reis e o resto são plebeus. 

Um pouco do que temos debaixo do mar (só um pouco mesmo)

E a verdade, é que por muito que organizações, e acordos, e pactos, e mais estudos cientificos saiam a mostrar que isto vai de mal para pior, as coisas nunca vão mudar enquanto ninguém der o primeiro passo, mas A SEGUIR MILHÔES DE PESSOAS DEREM O MESMO PASSO EM FRENTE! Porque primeiros passos até agora, têm sidos imensos dados, o problema é que são sempre uma pegada sozinha que depois é limpa . Eu penso assim um pouco: se as pessoas pararem um pouco, e forem a net pesquisar um pouco sobre o assunto, mas site fidedignos, lerem artigos cientificos, e aprenderem um pouco, vêm que realmente isto tá mal. Porque uma coisa é eu dar sermões, como outros tanto dão, mas outra coisa é quando se aprende por mérito próprio, e o problema é que o meu medo e quase de certeza vai ser assim, nós espécie humana só vamos mudar de hábitos, quando tivermos que pagar o ar que respiramos (que não tarda vai ser a única forma de valorizamos a biodiversidade) , ou então tivermos que mudar a forma de viver porque o ar está estragado, os terrenos não dão mais comida e o Oceano está sujo.  Como por exemplo, no outro dia tivemos um debate acerca de começarmos a pagar pela biodiversidade como uma forma de darmos valor ao que temos que supostamente é natural e gratuito, mas para acalmar um pouco os estragos. E veio á conversa, uma das pessoas que defendia que devia se pagar, que pagam-se agora pessoas para andar de pincel a polinizar flores , devido á diminuição de um serviço natural que é tão pequeno  e ninguém dá importância mas no entanto é ESSENCIAL. E que ela acha que devia-se deixa o serviço ser feito por si só. É muito lindo, e eu sou totalmente de acordo. Mas agora temo a contavérsia ” As abelhas estão a morrer” pois, e porque? Os nossos telemoveis, as nossas TV Cabos, a nossas internet, e todos os sistemas Wirelles ou por qualquer onde que está a interferir com a comunicação que as abelhas realizam entre si, e por isso estão a morrer porque não podem avisar as outras que estão a ser atacado ou há algum perigo á beira. E então que fazemos? Deixar de usar toda a tecnologia? Ou então, já que temos mais que conhecimento para usar tecnologias superiores e mais limpas, criar uma assim?

AAH mas assim deixava-se de usar petróleo, e as petroliferas deixavam de ganhar. Agradecam sff aos Barões do Petróleo, graças ao dinheiro que se criou , virtualmente e fisicamente, temos anos de atraso na pesquisa de energias renováveis, porque uma vez que não lhes interessava perder dinheiro, apostavam em não haver investigaçao nessa área. E sabiam eles que o petróleo era um recurso não renovavel. 

O meu pai diz muito ” Andamos agora a brincar a Deus” e é verdade. Participei num debate no qual o meu lado era a favor da fertilização do oceano que basicamente era a favor de se por ferro no Oceano, para aumentar blooms de algas, para que elas façam fotossintese, e assim diminua o CO2 do ambiente. Muito lindo teoricamente, e não digo que com uma grande investigação pela frente se consiga resolver todos os problemas que estão inerente ao bloom, e se faça isso. Mas e que? Como é que vai reagir os ecossistemas? A priori, não se consegue adivinhar. Não há forma, para uma escala tão grande e com milhões de interacções microscópicas a macroscópicas. E como disse a professora e muito bem” Pode ser pior a emenda que o soneto”

E, como sempre algo revoltada, acabo com o video do Rio, para animar e ir estudar. Para a semana falarei do workshop de identificação de Repteis que vai ter uma parta da Serra S. João de Arga que é bonita🙂

Até á próxima!

One response to “Viva a Biodiversidade! ( e ao nosso papel de Deus )

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s