To Catnip or not to Catnip?

Finalmente, um post inteiramente respectivo aos felinos! Inteiramente não será bem assim, mas já vão perceber porque.

Este verão quando estava a ver o filme Catwoman, na cena em que uma senhora atira um saco com Catnip à Hally Berry para provar que ela é um gato, questionei-me: porque é que os gatos ficam assim? Porque é que nunca fiz isto com os meus gatos?

“Catwoman” (2004)

A verdade é que dá-me a sensação pelas minhas pesquisas que em Portugal realmente não se usa muito para os gatos. Aliás, para arranjar a Nêveda de gatos, como é chamada em Portugal ou cientificamente Nepeta cataria, não é assim tão fácil quanto isso.

Nepeta cataria, com um gato

Em imensos países a ligação desta erva com os gatos é a mesma que cá em Portugal dos gatos com o mito “leite”, com as excepção que não é um mito e não faz tão mal como o leite puro.  Já li imensas coisas, das quais que é usada para treinos, para acalmar gatos hiperactivos ou para despertar gatos demasiados calmos. A verdade é que esta erva-dos-gatos tem diferentes efeitos nos diferentes felinos. Por isto que eu gosto de gatos,até com a mesma erva, nem todos reagem igual🙂 Únicos em tudo!

Folhas da Nepeta cataria

Continuando, esta erva perene das famílias das hortelãs (mentas, até de pode ver bem pelas folhas) tem efeito em todos os Felídeos excepto alguns tigres e e leões. O  efeito geral quando vêm a planta é atirarem-se à erva, come-la  e roçar-se nela de forma a libertar os odores voláteis dela, que tem um efeito intenso nos primeiros 10 minutos. O efeito  é produto da libertação de um óleo que é o trans-Nepelactona, que é muito semelhante ao da urina das gatas. No entanto nem todos os gatos têm esta sensibilidade que é genética. Calculando: se um gatinho que só fica sensível a partir dos 3 meses, tem um só dos progenitores sensível só tem 50% de probabilidade de ficar frenético com Catnip.  Se ambos os pais são sensíveis  3 em 4 gatinhos, ou seja 75% de probabilidade de ser sensível. A sensibilidade no entanto não tem nenhuma co-relação com raças, sexo, etc.

Mas entretanto, eis que vi uma foto de alguém a beber um chá de Catnip. E pensei  o que fará isto aos humanos?

É uma erva milagrosa! Ajuda a curar:

-dores menstruais ( no entanto potencia o aparecimento da menstruação)

– dores de dentes

– dores musculares

– enxaqueca

– tem um efeito de valeriana, ou seja ajuda a curar insónias, ansiedade, stress

– problemas gastro-intestinais, como cólicas, flatulência  problemas digestivos também associados a nervosismo.

– tosses e constipações, para a asma dizem que é bom inalar os seus vapores, no entanto nos sites medicinais dizem que não é provado.

– também pode ser usado para tratar certos problemas de pele

– estudos recentes mostram que ajuda a baixar a febre.

-possui propriedades anti-fúngicas.

-em grandes quantidades ingeridas também pode provocar o vómito, dores de cabeça e dores de estômago.

Ou seja muito bonito, mas como sempre nada de extremos. E parece que se as doses no chá forem um pouco fortes terá um efeito tipo fumar marijuana. Mas isso é a mesma coisa que em vez de tomar um calmante, tomar dois.

Para além das aplicações farmacológicas também têm outras, como erva aromática na cozinha, pesticida e insecticida. No entanto, as propriedades desta planta só está activa no verão.

Vendo isto, comprei a planta. Ainda não está comigo, mas amanhã já a terei mas os efeitos nos meus gatos só verei na  sexta quanto chegar a Viana. Em Portugal o sítio que vi que havia à venda era..no Cantinho das Aromáticas em Vila Nova de Gaia. Ufa, que sorte!

Se quiserem comprar, esta planta dá-se muito bem em jardins tanto em terreno desde que seja fértil em matéria orgânica, como em vasos e canteiros. Têm que ser regada regularmente. Quando as flores murcham, deve-se podar por debaixo das flores para estimular o crescimento. No entanto, esta planta deve ser replantada de 3 em 3 anos para manter as suas propriedades bem activas e a sua beleza. Para isso, ou guardam-se as sementes ou por divisão da ramagem na primavera e no verão.

Para depois secar, o que se faz é cortar os caules com as folhas e das duas uma: ou se faz da forma tradicional que é pendurar os ramos ao contrário num local escuro durante um mês ou então o mais rápido que é por as folhas num tabuleiro e.. aquecer no forno de 65 a 90 graus Celsius durante uma hora. No entanto o método tradicional, parece que mantém mais as propriedades da planta e parece-me que é óbvio.

Até à próxima!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s